Demonologia

Demonologia é o estudo sistemático dos demônios. Quando envolve os estudo de textos bíblicos, é considerada um ramo da Teologia. Por geralmente se referir aos demônios descritos no Cristianismo, pode ser considerada um estudo de parte da hierarquia bíblica. Também não está diretamente relacionada ao culto aos demônios.

domingo, 8 de novembro de 2015

PARA SERMOS SALVOS, PRIMEIRO DEVEMOS RECONHECER QUE SOMOS PECADORES

  Marcos 7:8-9  
“Negligenciando o mandamento de Deus, guardais a tradição dos homens. E disse-lhes ainda: Jeitosamente rejeitais o preceito de Deus para guardardes a vossa própria tradição .”


  Marcos 7:20-23  
E dizia: o que sai do homem, isso é o que o contamina. Porque de dentro, do coração dos homens, é que procedem os maus desígnios, a prostituição, os furtos, os homicídios, os adultérios, a avareza, as malícias, o dolo, a lascívia, a inveja, a blasfêmia, a soberba, a loucura. Ora, todos estes males vêm de dentro e contaminam o homem.”



Antes de mais nada, gostaria de definir o que é o pecado. Há pecados definidos por Deus e há também pecados definidos pelos homens. A palavra ‘pecado’ em grego significa ‘perder o alvo,’ isto é, “não entender corretamente.” É pecado não obedecermos corretamente as ordens de Deus.


O que é o pecado?
É desobedecer as ordens
de Deus.

Avaliamos os pecados de acordo com a nossa consciência. Isto é, não como uma ofensa contra os Mandamentos de Deus, mas julgamos de acordo com o nosso conhecimento, o coração e a consciência – o pecado é julgado por cada pessoa individualmente. Por isso, uma mesma ação pode ser ou não considerada pecado, dependendo do critério de cada pessoa. Esta é a razão pela qual Deus nos deu 613 artigos da Lei para serem usados como padrão no julgamento. O diagrama abaixo ilustra os pecados do homem.


Lei de Deus
A consciência do homem
Normas sociais, moralidade.
Leis nacionais, leis civis

Sendo assim, nunca devemos estabelecer nosso critério de acordo com nossa consciência. O pecado da nossa consciência não está de acordo com o que Deus definiu como pecado. Portanto, não devemos escutar nossa consciência, pelo contrário, devemos agir com base nos Mandamentos de Deus.

Cada um de nós tem seu próprio conceito sobre o pecado. Alguns consideram-no como a própria falha e outros como atitudes horrendas. Na Coréia, por exemplo, as pessoas cobrem os túmulos de seus pais com grama e consideram como obrigação mantê-la cortada e tomar conta desses túmulos, até que elas mesmas morram. No caso de uma tribo primitiva de Papua Nova Guiné, as pessoas honram seus parentes falecidos, compartilhando e comendo o corpo destes (não tenho certeza se as pessoas cozinham o corpo antes de comer); parece que isso é para prevenir o corpo da decomposição pelos insetos. Esses costumes ilustram que os conceitos humanos sobre o pecado e sobre o que é certo podem variar muito.

A Bíblia, no entanto, nos diz que pecado é desobedecer as ordens de Deus: “Negligenciando o mandamento de Deus, guardais a tradição dos homens. E disse-lhes, ainda: Jeitosamente rejeitais o preceito de Deus para guardardes a vossa própria tradição”(Marcos 7:8-9). Deus não se importa de como parecemos por fora. Ele olha para o centro do nosso coração.

Postagens populares

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...